Pesquisa avançada

Home > News > Portugal está perto dos mil casos de Covid por dia. Mas há países na UE que já ultrapassam os 10.000
22.09.2020

Portugal está perto dos mil casos de Covid por dia. Mas há países na UE que já ultrapassam os 10.000

Portugal tem registado entre 600 a 800 casos de infeção por dia, mas há países europeus onde esse número é bastante superior.

Os números mais recentes de casos diários de coronavírus, que têm tocado máximos de abril, têm deixado o país em alerta. O primeiro-ministro já afirmou que, a continuar assim, é uma questão de dias até Portugal chegar aos 1.000 casos diários. Mas uma ronda pela Europa mostra que há países onde o cenário é bastante mais preocupante. Há países onde o número de casos diários tem ultrapassado os 10.000.

Foi desde o início de setembro que o número de casos detetados por dia começou a aumentar exponencialmente. Passou para a casa dos 600, a 9 de setembro, e este sábado bateu as 849 novas infeções, o número mais alto desde 10 de abril. Na semana passada, no dia em que se registaram 780 novos casos, António Costa deixou uma mensagem aos portugueses: “A manter-se esta tendência, chegaremos a 1.000 novos casos por dia na próxima semana”. “Seria inimaginável repetir no Natal o que tivemos de fazer na Páscoa”, completou o primeiro-ministro.

Para controlar a evolução do número de casos, o Governo apresentou esta segunda-feira o “Plano da Saúde para o Outono-Inverno 2020-2021“, um documento cujo objetivo é “preservar vidas humanas, proteger os mais vulneráveis e preparar a resposta a um eventual crescimento epidémicos de casos”, explicou o secretário de Estado Adjunto da Saúde, António Lacerda Sales.

Mas apesar de toda esta onda de preocupação em torno do número crescente de novos casos diários, uma ronda pela Europa permite perceber que há países onde o cenário é bastante mais preocupante. É o caso de Espanha, França, Itália, Alemanha e do Reino Unido.

Espanha regista mais de 14.000 casos diários

Os números mais recentes divulgados pelo Governo espanhol mostram que, nas últimas 24 horas, o país vizinho registou mais 4.697 novos casos de coronavírus e mais 432 vítimas mortais. Mas esta evolução está longe de ser das piores. Na passada sexta-feira, Espanha contabilizou 14.389 novos casos de infeção nas 24 horas anteriores e mais 90 mortes. Madrid continua a ser a comunidade autónoma mais afetada, concentrando mais de 35% do total de novas infeções. Espanha conta atualmente com 640.040 pessoas infetadas e 30.495 vítimas mortais, refere a Radio y Televisión Española.

Esta evolução levou a região de Madrid a adotar medidas de contenção, nomeadamente restringindo a partir desta segunda-feira a liberdade de movimentos a mais de 850.000 pessoas — o equivalente a 13% dos seus habitantes –, que vivam nas zonas da cidade onde houve um maior aumento dos contágios. As pessoas podem sair do seu bairro para trabalhar, ir ao médico ou levar os filhos à escola.
França bate recorde de 13.498 novos doentes num só dia

Em território francês, os números estão a ser igualmente preocupantes. No passado sábado foram registados 13.498 novos casos de infeção em França, o número mais elevado de sempre naquele país. Nesse mesmo dia morreram 26 pessoas com a doença. Os números deste domingo mostram, contudo, um alívio. Contam-se mais 10.569 casos face a este sábado e 12 novas mortes. Segundo as autoridades sanitárias francesas há 40 novos focos de contágio no país, elevando o total para 1.045.
Reino Unido com 3.899 casos diários. Há risco de 200 mortes por dia

É oficialmente o país mais afetado da Europa, com o número mais elevado de mortes registadas até ao momento. Os dados mais recentes, referentes a este domingo, dão conta de 18 mortes e 3.899 novos casos de infeção nas 24 horas anteriores, levando o Governo britânico a ponderar avançar com restrições sociais ou confinamentos nos próximos dias.

O Reino Unido poderá mesmo registar 200 mortes por dia em novembro se a pandemia continuar a avançar ao ritmo atual, avisou o principal assessor científico do Governo britânico. Patrick Vallance notou que o número de infeções está a duplicar cada sete dias e que, se este ritmo continuar, em meados de outubro o Reino Unido poderá ter 50 mil casos por dia.

O diretor geral de Saúde de Inglaterra, Chris Whitty, afirmou que o Reino Unido está num “ponto crítico” da pandemia e a caminhar na “direção errada”. Face a este cenário, o primeiro-ministro Boris Johnson vai fazer uma declaração oficial sobre a pandemia no Parlamento esta terça-feira, após uma reunião do conselho de emergência.
Itália regista 1.587 novos casos nas últimas 24 horas

Este domingo, Itália registou 1.587 novos contágios com coronavírus nas últimas 24 horas, aumentando o total de casos para 298.156 desde o início da pandemia. Ontem registaram-se mais 15 mortos, aumentando o total de óbitos por covid-19 para 35.707. A região mais afetada pela pandemia continua a ser a Lombardia, seguindo-se Veneto, Campânia e Lácio, onde fica a capital, Roma. Itália é, assim, o segundo país europeu mais afetado pela pandemia depois do Reino Unido.
Mais de 900 casos na Alemanha em apenas um dia

A Alemanha registou nas últimas 24 horas 922 novos casos, elevando o total de infetados pelo vírus para 272.337, dos quais 9.386 morreram vítimas da Covid-19 no país. Esta segunda-feira a Alemanha não registou novas mortes. As autoridades lembraram, entretanto, que este número é inferior aos dias anteriores porque nos fins de semana alguns municípios não fornecem os dados para as estatísticas nacionais.

Os números foram divulgados pelo Instituto Robert Koch, importante centro epidemiológico da Alemanha, que alertou para um “novo aumento das infeções” pelo novo coronavírus após os 2.297 casos divulgados no sábado, o maior desde abril, e 1.345 no domingo. No total, a Alemanha soma 272.337 casos de coronavírus — numa população total de 83,2 milhões de pessoas –, dos quais cerca de 242.200 pessoas já se recuperaram da doença.

Fonte: Económico