Home > Lifestyle > Blefaroplastia: a cirurgia que remove as pálpebras caídas
25.09.2020

Blefaroplastia: a cirurgia que remove as pálpebras caídas

A cirurgia das pálpebras permite eliminar o excesso de pele e reduzir as bolsas de gordura. Um artigo da médica Ana Silva Guerra, especialista em Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética.

"Um olhar vale mais que mil palavras". É muito fácil revermo-nos nesta expressão. Com o avançar do tempo, é normal sentir que o olhar fica mais escondido quando a pele da pálpebra teima em descer e entristece o olhar.

Por vezes não é só a pele da pálpebra que cai, mas também as sobrancelhas contribuem para fechar o olhar. Depois aparecem os papos e as bolsas de gordura e deixamos de identificar-nos com a expressão que vemos ao espelho. Não é raro a visão ficar alterada por causa da flacidez da pele palpebral.

A blefaroplastia, ou cirurgia das pálpebras, permite eliminar o excesso de pele e reduzir as bolsas de gordura, tornando as pálpebras superiores e inferiores mais lisas, contribuindo para uma aparência mais jovem.

Com anestesia local apenas ou local e sedação, a cirurgia é realizada sem necessidade de internamento e a recuperação é inferior a duas semanas e não é dolorosa. As cicatrizes ficam camufladas nas pregas naturais da pele, ou seja, no caso da pálpebra superior a marca/cicatriz fica na prega que a pálpebra faz quando abrimos o olho e é praticamente impercetível.

Até à fase em que a cirurgia é a única solução para rejuvenescer o olhar, é necessário ter cuidado com o sol pelos danos que causa à pele, nomeadamente à pele sensível da pálpebra, abolir o tabaco e adotar estilos de vida saudáveis que ajudem no controlo do peso e na qualidade do sono, para evitar inchaços repetitivos das pálpebras.

Um artigo da médica Ana Silva Guerra, especialista em Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética.

Fonte: N.N.