Home > Lifestyle > Os diabéticos podem beber cerveja sem álcool ou também não é aconselhado?
04.08.2020

Os diabéticos podem beber cerveja sem álcool ou também não é aconselhado?

Apesar desta bebida ter um impacto positivo na saúde da generalidade dos indivíduos, deve ser evitada pelas pessoas que sofrem de diabetes, referem médicos e associações de doentes. Saiba quais são as principais causas que os especialistas alegam.

Ao contrário do que possa julgar, os diabéticos também não devem ingerir cerveja sem álcool. Embora esta bebida possa ter um impacto positivo na saúde da generalidade dos indivíduos, deve ser evitada pelas pessoas que sofrem de diabetes, referem médicos, associações de doentes e publicações especializadas como o Diabetes 365º, um projeto informativo de literacia de saúde que pretende auxiliar os milhares de portugueses que sofrem desta doença a lidar com a patologia.

A quantidade de açúcar e de calorias que esses tipos de bebidas costumam ter é, segundo um artigo publicado no site da iniciativa, uma das causas apontadas. "Segundo a [associação] Diabetes Canada, uma cerveja sem álcool pode ter uma quantidade de hidratos de carbono [açúcares] consideravelmente maior do que uma cerveja com álcool", adverte mesmo o Diabetes 365º. "Uma das principais preocupações dos doentes diabéticos é o excesso de peso", esclarece.

"As bebidas que, além de aumentarem a quantidade de açúcar ingerido, contribuem para um aumento da massa gorda, devem ser encaradas com cuidado por qualquer doente", sublinham os especialistas. "Compare sempre os rótulos dos produtos que compra. Entre uma cerveja light com álcool [com menor concentração de hidratos de carbono] e uma cerveja sem álcool, mas com mais açúcar, é uma decisão que deve tomar em conformidade. Peça ajuda ao médico ou nutricionista que o acompanha habitualmente para que possa decidir de acordo com o seu perfil", pode ainda ler-se no artigo do projeto multiplataforma.

As recomendações desses profissionais de saúde podem divergir consoante o peso, o sexo, a medicação que o diabético está a tomar e/ou a gravidade da doença. "A quantidade de álcool que ingerimos diariamente deve ser limitada. E isto é algo que vale para toda a gente! No entanto, no caso do doente diabético, o não consumo de álcool é, na maior parte das vezes, a decisão mais acertada", asseguram os especialistas que colaboram regularmente com o Diabetes 365º.

Fonte: Modern Life