Pesquisa avançada

Home > News > Ordem dos Médicos vai rever forma como é usada radiologia à distância nos hospitais
09.07.2018

Ordem dos Médicos vai rever forma como é usada radiologia à distância nos hospitais

A utilização de radiologia à distâncias nos hospitais vai ser revista, anunciou a Ordem dos Médicos. Miguel Guimarães diz que "a telerradiologia não foi implementada para ser feita como está a ser".

A Ordem dos Médicos vai rever a forma como é utilizada a telerradiologia nos hospitais, considerando que tem havido um recurso abusivo destes exames à distância e que é preciso clarificação.

O bastonário dos Médicos, Miguel Guimarães, disse à agência Lusa que vai pedir aos colégios de especialidade uma revisão “do que é a utilização da telerradiologia”, lembrando que muitos hospitais apenas fazem exames de radiologia durante a noite à distância.

Miguel Guimarães lembra que os radiologistas são “médicos como os outros”, que necessitam de contacto com os doentes e com os outros médicos para realizar bons diagnósticos. Muitos hospitais centrais estão há vários anos sem serviço de radiologia presencial durante o período da noite, sobretudo a partir da meia-noite, recorrendo à telerradiologia quando é necessário.

Um dos casos mais recentes apontado pela Ordem e também pelo Sindicato Independente dos Médicos foi o do hospital de São José, que deixou de ter radiologistas em presença física durante a noite, recorrendo à telerradiologia. Mas no Norte do país, por exemplo, os hospitais já só recorrem à telerradiologia durante o período noturno há muitos anos.

O bastonário dos Médicos recordou ainda o caso recentemente divulgado no Centro Hospitalar do Oeste, em que uma doente acabou por morrer depois de ter sido examinada por telerradiologia. O caso ocorreu em dezembro de 2015, mas foi no mês passado alvo de uma recomendação da Entidade Reguladora da Saúde e ainda está a ser alvo de análise pela Ordem.

Fonte: Observador